-
05/02/2021 às 18h00min - Atualizada em 05/02/2021 às 18h00min

Reggae de Castanhal reflete sobre impacto do isolamento no ‘pensamento positivo’

Duo lança nessa sexta (5) EP que explora diferentes estilos de reggae

Assessoria do artista/Fernando Assunção
Com edição do Belém.com.br
O EP tem a proposta de falar sobre positividade, com faixas discutindo temas como elevação e apreciação da vida. (Foto: Reprodução)
   
A “positividade” é um dos temas mais abordados na Reggae Music. Mas, como manter o “pensamento positivo” quando o mundo é atingido por uma pandemia que impacta principalmente as camadas mais pobres da população? Esse questionamento está presente em “Cultive”, EP do duo Dudu Urband e Selektah Nubeat, que é lançado hoje (5).

“A nossa mensagem principal através desse trabalho é: tenham força, não deixem de acreditar no bem, não se deixem abalar, por mais que o mundo bata”, afirma Selektah Nubeat, DJ e produtor musical do projeto. Por meio das três faixas que invocam um senso de elevação e apreciação da vida, os artistas dizem buscar a cura emocional em meio ao cenário atual e, assim, inspirar outras pessoas.

Selektah, que é fundador do selo Kizomba Groove, já conta com uma grande experiência no reggae produzido em Castanhal. Foi na cena do município a 68 quilômetros da capital paraense que ele começou a propor outros estilos da reggae music, que estão presentes nas três faixas do EP, como o stepper e grimes 

“O reggae em Castanhal teve seu auge principalmente em meados dos anos 2000/2010 com as bandas Yeman Jah, Jaafa Reggae e um movimento de DJs. Foi quando, em 2012, eu e mais um outro amigo criamos a festa Kizomba, que vinha com essa proposta de introduzir outros estilos do reggae”, lembra ele, que inclusive trouxe o vocalista da veterana Yeman Jah, Adrianinho, para o "Cultive".

Dudu Urband, cantor e compositor do EP, explica o papel da música nesse período de covid-19 e isolamento social que impacta na saúde mental das pessoas. “O isolamento é uma medida necessária para conter o vírus, mas nos impacta negativamente, causando medo, preocupação e ansiedade. Todo esse processo fez com que a música produzida nesse período fosse voltada mais para o próximo, com o intuito de acolher e servir. Com o reggae não foi diferente”, disse.

Todas as músicas foram gravadas em Castanhal e com músicos da cidade, a mixagem ficou por conta de Yuri Pinheiro do estúdio Ver-O-Som (Belém) e a masterização de Buguinha Dub (PE), produtor musical que já colaborou com nomes renomados da música brasileira, como Nação Zumbi (PE).
 
O EP “Cultive” será lançado hoje nos canais do Selo Kizomba nas plataformas digitais. O projeto é um dos selecionados do Edital de Projetos Artísticos-Culturais do Profº Roberto Marques - Lei Aldir Blanc/Secretaria Municipal de Cultura de Castanhal.
   

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.3%
2.9%
2.5%
2.3%
4.7%
14.0%
1.5%
3.0%
1.0%
57.9%