-
11/02/2021 às 10h29min - Atualizada em 11/02/2021 às 10h29min

Prefeitura de Maracanã levanta barreiras sanitárias e cancela o carnaval

As medidas incluem restrição de travessia à Maiandeua e proibição de festas e blocos

Agência Pará
Com edição do Belém.com.br
Poderão atravessar apenas turistas com reservas em meios de hospedagem e após passar por triagem de saúde. (Foto: Arquivo/Agência Pará)

   
A partir da meia noite desta sexta-feira (12), a prefeitura de Maracanã dará início ao funcionamento das barreiras sanitárias, durante o período de carnaval, para acesso à ilha de Maiandeua. O carnaval também foi cancelado na cidade, com fechamento de casas noturnas, proibição de festas e blocos e proibição de uso de aparelhagens sonoras.

Poderão atravessar somente os turistas que comprovarem reservas em meios de hospedagem e todos passarão por uma triagem para verificar a temperatura. A qualquer sintoma de síndrome respiratória a pessoa será impedida de atravessar. O uso de máscaras é obrigatório.

A Polícia Militar dará apoio na ação, inclusive na revista das bagagens dos viajantes. Isto porque a entrada de bebidas alcoólicas por turistas estará proibida durante a temporada. Caso alguém tenha algum tipo de bebida alcoólica na bolsa ou sacola terá de descartar a garrafa ou abrir mão de atravessar.

As barreiras sanitárias serão montadas nos trapiches de Marudá e 40 do Mocoóca, locais de onde partem os barcos que fazem a travessia para as praias de Algodoal e Fortalezinha. Elas ficarão em funcionamento até o dia 17 de fevereiro e o horário de saída das embarcações não será alterado por causa da fiscalização. Vale lembrar que quem for atravessar por Marudá, deverá passar também pelas barreiras sanitárias montadas pela prefeitura de Marapanim.

Todas as medidas de biossegurança e sanitárias para conter a propagação do coronavírus em Maracanã estão no decreto n°18/2020, publicado no Diário Oficial do Município, no último dia 29 de janeiro. Entre os principais pontos da normatização estão o cancelamento do carnaval na cidade, o fechamento de casas noturnas e a proibição de realização de festas e blocos. Também está proibido o uso de aparelhagens sonoras de pequeno, médio e grande porte.

Os bares e depósitos de bebidas tem permissão para funcionar somente no serviço delivery, no horário de 7h às 22h. Restaurantes e lanchonetes podem funcionar com a capacidade reduzida a 50% e delivery. O horário de funcionamento também é das 7h às 22h. Não está permitida a circulação de vendedores ambulantes nas praias, principalmente os que utilizam carrinhos para vender bebidas alcoólicas.

Os postos de saúde irão funcionar em escala especial durante todo o período de carnaval. Maracanã registra, até o momento, 387 casos confirmados de covid-19 e 24 mortes em decorrência da doença. A prefeitura aguarda a terceira remessa de vacinas para dar início a Fase 2 do Plano de Vacinação. Na primeira fase 225 profissionais de saúde foram imunizados na cidade.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.3%
2.9%
2.5%
2.3%
4.7%
14.1%
1.4%
3.0%
1.1%
57.6%