-
17/09/2019 às 14h23min - Atualizada em 17/09/2019 às 14h23min

Mais de 30 bibliotecas do Pará vão participar de concurso nacional

Doze municípios do Estado estarão representados na competição, por meio das suas bibliotecas

Portal Belém
Assessoria de Comunicação da Fundação Cultural do Pará
Participarão do certame bibliotecas de municípios como Augusto Corrêa, Barcarena, Breves e Curralinho, entre outros (Foto: Ascom/FCP)

A ONG Recode divulgou, nesta semana, uma lista de bibliotecas públicas habilitadas a participar de concurso nacional promovido pela organização. Das quase 100 entidades pré-selecionadas, mais de 30 são do Pará. Doze municípios do Estado estarão representados na competição, que busca incentivar o uso das tecnologias para fomento à leitura.
 
A organização, voltada para o empoderamento digital de bibliotecas públicas e jovens de baixa renda, desenvolveu o game “Trilha do Alquimista Digital” em parceria com o escritor Paulo Coelho. O concurso pretende reconhecer bibliotecas transformadoras e proporcionar às pessoas em situação de vulnerabilidade social o acesso à leitura e a realização de formações para o seu crescimento profissional.
 
Entre as atividades envolvidas no concurso, estão a leitura de livros digitais, a participação em pelo menos um curso disponibilizado na plataforma da ONG, o engajamento de participantes em um clube do livro e a gravação de um vídeo-relato comentando a experiência. Ao término da trilha, leitores e profissionais de bibliotecas serão premiados com webinar com o escritor Paulo Coelho, livros autografados e leitores digitais.
 
A Fundação Cultural do Pará (FCP), por meio de sua Diretoria de Leitura e Informação e do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas, vem atuando como fomentadora do trabalho dessas instituições, por meio de apoio, assistência técnica e campanhas que visam à aproximação entre as bibliotecas municipais e iniciativas como a Recode.
 
“A Fundação, por meio do SEBP, possui esse papel de incentivo, mobilização e suporte. O departamento atua junto ao Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas, que interage com ONGs como a Recode a fim de alinhar prioridades em termos de políticas públicas e obter os recursos que possibilitem o fomento à leitura”, explica o diretor de leitura e informação da FCP, Guilherme Relvas.
 
Segundo o diretor, o saldo paraense nas campanhas da organização tem sido extremamente satisfatório. “Nossa atuação nesta rede nacional visa a articular os caminhos para que os programas alcancem nosso território, e é nesse sentido a nossa parceria com a Recode. Desde o início do programa, o Pará vem sendo o estado com maior número de beneficiados”, pontua.
 
As 32 entidades selecionadas pelo projeto "Trilha do Alquimista Digital" compreendem os municípios de Augusto Corrêa, Barcarena, Breves, Curralinho, Floresta do Araguaia, Inhangapi, Irituia, Juruti, Mãe do Rio, Mocajuba, Redenção e Tomé-Açu.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.1%
2.8%
2.7%
2.4%
4.6%
14.2%
1.5%
3.1%
1.0%
57.7%