-
31/03/2021 às 15h45min - Atualizada em 31/03/2021 às 15h45min

Pagamento do novo auxílio emergencial inicia na terça-feira (6)

Cerca de 45 milhões de pessoas devem ser beneficiadas este ano

Agência Brasil
Com edição do Belem.com.br
Recursos serão depositados nas contas digitais abertas pela Caixa, no ano passado. (Foto: Leonardo Sá/Agência Senado)
           
Na próxima terça-feira (6) a primeira das quatro parcelas do novo auxílio emergencial estará disponível para famílias em situação de vulnerabilidade. O governo federal prevê que 45,6 milhões de pessoas sejam beneficiadas este ano. Os recursos serão depositados nas contas digitais que já foram abertas pela Caixa para os beneficiários, no ano passado.


O auxílio será concedido automaticamente ao trabalhador informal com renda per capita de até meio salário mínimo e renda mensal total de até três salários mínimos que recebeu o benefício em dezembro de 2020 e que continue fazendo jus à ajuda federal. 

Calendário

Na terça-feira (6), começam a receber os trabalhadores informais, microempreendedores individuais, desempregados e outras pessoas afetadas pela pandemia da covid-19 nascidas no mês de janeiro, além de integrantes do Cadastro Único do governo federal. Beneficiários do Bolsa Família receberão de acordo com o calendário habitual do programa, que, em abril, começa a ser pago no dia 16.

As pessoas não terão direito a sacar os recursos no mesmo dia em que receberem, conforme explicou o presidente da Caixa, Pedro Guimarães. O objetivo do escalonamento é motivar o uso de dispositivos digitais e evitar a ida a bancos e agências lotéricas, a fim de minimizar as filas e, consequentemente, possíveis aglomerações.
Veja aqui o calendário completo.

Parcelas

Conforme destacou o ministro da Cidadania, João Roma, as quatro parcelas de, em média, R$ 250, serão pagas a uma pessoa por família, sendo que mulheres chefes de família receberão R$ 375, enquanto indivíduos que vivem só – família unipessoal – receberão R$ 150.

Cerca de R$ 44 bilhões foram destinados ao auxílio emergencial. Deste valor total, R$ 23,4 bilhões serão destinados ao público já inscrito em plataformas digitais da Caixa, R$ 6,5 bilhões para integrantes do Cadastro Único do Governo Federal e R$ 12,7 bilhões para atendidos pelo Bolsa Família.

Na
página do Ministério da Cidadania é possível esclarecer dúvidas sobre o auxílio emergencial.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

O Círio 2021 está na porta e o Belém quer saber: qual a melhor comida do Círio na sua opinião?

78.6%
21.4%