-
01/05/2021 às 12h00min - Atualizada em 01/05/2021 às 12h00min

Projeto educativo atende estudantes durante a pandemia

Iniciativa oferece reforço e oficinas gratuitamente

Assessoria da Instituição
Com edição do Belem.com.br
São ofertadas preparação na modalidade online para disciplinas importantes para o Enem. (Foto: Arquivo pessoal do Projeto)
          
Diante dos desafios no atual cenário de pandemia, o Projeto de extensão “Comunicar para Educar”, executado por docentes e estudantes da Estácio, está desenvolvendo estratégias para garantir a motivação dos alunos nos estudos. A ação atende estudantes de escolas públicas e particulares de Belém. Até final de abril, cerca de 200 discentes da rede pública foram beneficiados.


Atividades

Atualmente, o "Comunicar para Educar" está organizando, juntamente aos professores do Colégio Equipe, uma série de ações para reforço escolar dos alunos da Escola Estadual Benjamin Constant, localizada no bairro Reduto, na capital do estado. Segundo a docente Arcângela Sena, coordenadora dos cursos de Jornalismo e Publicidade na Estácio, essa parceria surgiu devido à preocupação dos alunos com a situação da pandemia e o futuro do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).
 
Serão feitas diversas aulas de reforço na modalidade online para disciplinas importantes para o ENEM. Neste mês e nos seguintes, o foco será as disciplinas Física e Química, entre outras matérias. De acordo com Arcângela, isso impactará positivamente na vida dos alunos, pois permitirá que eles possam competir de forma igualitária com outros estudantes que possuem mais oportunidades de educação.

Sobre o Projeto

A iniciativa começou em 2016, a partir de uma demanda espontânea de uma escola pública da região metropolitana de Belém. A coordenadora do projeto explica que eles foram procurados por essa instituição, que estava precisando de ajuda para trabalhar com os alunos. Naquele período, eles estavam sofrendo com um alto índice de violência entre os próprios estudantes e isso estava preocupando a direção. 

A equipe do projeto, então,  preparou uma programação para a escola com temas para o desenvolvimento social dos alunos, como direitos humanos, sustentabilidade e empreendedorismo. Desde lá, as ações têm sido ampliadas para comunidades ribeirinhas e colégios da rede pública e privada com atividades em diversas áreas do conhecimento. 

Como inicialmente o projeto era diretamente ligado aos cursos de comunicação da Estácio (Jornalismo e Publicidade), também eram ministradas oficinas relacionadas ao mundo audiovisual e design, com o objetivo de otimizar o trabalho dos profissionais das escolas e também aprimorar os conhecimentos dos próprios alunos.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

9.3%
2.9%
3.1%
2.0%
5.2%
13.7%
1.5%
2.5%
1.1%
58.7%