-
12/05/2021 às 14h00min - Atualizada em 12/05/2021 às 14h00min

Muitos exames de sangue não precisam de jejum para serem realizados

A flexibilização de jejum para exames de sangue otimiza o fluxo de coleta

Assessoria/Hapvida
Com edição do Belem.com.br
Flexibilização garante uma ida tranquila a laboratórios de coleta. (Foto: Reprodução)
            
No Brasil é cultural que os laboratórios estejam cheios no período da manhã, já que a maioria das pessoas acredita que o jejum é obrigatório para os exames de sangue. Mas muitos deles não precisam de jejum para serem utilizados.

Estudos recentes indicam que o consumo de alimentos antes da realização dos exames, desde que habituais, causam baixa ou nenhuma interferência nas análises.

Pelas normas atuais, a flexibilização do jejum evita que o paciente diabético corra o risco de uma hipoglicemia por conta do jejum prolongado.

Outro benefício da flexibilização é a otimização do fluxo de coleta, com mais horários disponíveis para atendimento. São poucos os exames que necessitam de jejum hoje, e geralmente estão relacionadas à glicemia. Os demais exames podem ser realizados sem jejum.

Entre os exames que não necessitam de jejum estão: hemograma e exames relacionados a função tireoidiana. Já os que necessitam por exemplo são: tolerância à lactose, tolerância a glicose, glicemia, entre outros.  Outra dúvida frequente é sobre a ingestão de água. Beber água, desde que em pouca quantidade, não interfere no resultado dos exames.

Prevenção à Covid-19 nos laboratórios

A pandemia da Covid-19 mudou a rotina do planeta e a recomendação das autoridades de saúde é que as pessoas fiquem em casa, sempre que possível. Em algumas situações como a realização de exames, é necessário se deslocar até um laboratório.

Para reduzir o risco de contaminação, tanto de quem precisa fazer o exame quanto das outras pessoas que estão aguardando, é necessário tomar alguns cuidados básicos.

Evitar a ida ao laboratório ou em qualquer outro lugar se a pessoa apresentar sintomas de gripe comuns, como coriza, tosse e febre. Evitar levar acompanhantes.

Vale reforçar sobre a utilização das máscaras, álcool em gel e higienização das mãos, além de praticar o distanciamento das pessoas. Caso a pessoa esteja aguardando em uma fila, é necessário estar pelo menos a um metro e meio de distância da outra pessoa.

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.2%
2.9%
2.7%
2.4%
4.5%
14.2%
1.4%
3.1%
1.0%
57.7%