-
07/08/2021 às 15h00min - Atualizada em 07/08/2021 às 15h00min

Pessoas com lábio leporino têm atendimento na Santa Casa

Entenda o problema e saiba como ter acesso ao tratamento

Agência Pará
Com edição do Belem.com.br
Santa Casa é referência em cirurgias de deformações craniofaciais (Foto: Reprodução)

           

Pacientes com fissura labiopalatal, um problema genético localizado entre a boca e o nariz, muito comum no Brasil e em vários países, têm acesso ao tratamento adequado na Fundação Santa Casa do Pará, em Belém. O Serviço de Referência em Fissuras e Anomalias Craniofaciais já atendeu 714 pacientes, dos quais 599 são crianças.

 

O serviço conta com o apoio de uma equipe multiprofissional, composta por cirurgiões plásticos, pediatras, otorrinolaringologistas, odontólogos, fonoaudiólogos, assistentes sociais, nutricionistas e psicólogos, que trabalham pela reabilitação morfológica, funcional e psicossocial do paciente.

 

Lábio leporino

 

A deformação labiopalatal, também chamada de lábio leporino, é um problema que atinge o lábio superior, quando há uma má formação da face do bebê, impedindo que as duas partes do rosto se juntem adequadamente.

 

Segundo dados do Ministério da Saúde, a incidência de pessoas com fissura labiopalatal no Brasil é de uma em cada 650 nascimentos. Essa incidência cresce em famílias com casos de fissurados, quando há predisposição hereditária. Os dados oficiais mostram que a conjugação de fatores ambientais também pode levar ao aparecimento da anomalia, enquanto a falta de pré-natal impede o diagnóstico precoce e a obtenção de informações seguras sobre a malformação.

 

Tratamento

 

Para acessar o Serviço de Referência em Fissuras e Anomalias Craniofaciais, da Santa Casa, os interessados podem realizar o agendamento de consulta por meio dos números: (91) 4009-2304 e (91) 98407-5227.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

O Círio 2021 está na porta e o Belém quer saber: qual a melhor comida do Círio na sua opinião?

77.8%
22.2%