-
09/09/2021 às 09h00min - Atualizada em 09/09/2021 às 09h00min

UFPA aprovou nova redação sobre seu sistema de bandeiramento

Saiba o que muda nas atividades acadêmicas e administrativas

Ascom UFPA
Com edição do Belem.com.br
Atualmente, dez campi da UFPA estão em Bandeira Verde. (Foto: Arquivo/Agência Pará)

 

A Universidade Federal do Pará (UFPA) aprovou o novo texto da resolução que estabelece o sistema de bandeiramento da instituição. A classificação de risco orienta as atividades administrativas e acadêmicas nos campi durante a pandemia. 

 

A resolução atual, mais resumida, estabelece novas diretrizes para as atividades acadêmicas e administrativas na vigência das Bandeiras Laranja (risco alto), Amarela (risco intermediário) e Verde (risco baixo). O que estava previsto para as Bandeiras Vermelha (lockdown) e Azul (período pós-pandêmico) não foi alterado.

 

Desde dezembro de 2020, a UFPA estabeleceu um sistema próprio de bandeiramento para orientar as suas atividades administrativas e acadêmicas. Com base nesse sistema, o Grupo de Trabalho (GT) da UFPA sobre o novo coronavírus analisa o cenário epidemiológico em cada município onde a Universidade possui campus e define qual a bandeira vigente.

 

O que mudou com a nova redação

 

Servidores: considerando que já foi disponibilizado o esquema vacinal completo aos(às) servidores(as) da instituição, o novo texto estabelece que o trabalho administrativo poderá funcionar presencialmente em 100% (na Bandeira Verde), em 60% (na Bandeira Amarela) e em 30% (na Bandeira Laranja). No bandeiramento verde, o retorno gradual a 100% do trabalho presencial deverá ser programado pelos setores administrativos, podendo ser prevista a manutenção temporária de algumas atividades no formato remoto, se necessário e garantido o melhor atendimento à comunidade.

 

Atividades acadêmicas: no bandeiramento verde, as unidades acadêmicas poderão programar atividades de ensino híbridas, com aumento progressivo de atividades presenciais, a depender do contexto específico de cada curso. No caso das aulas teóricas, na Bandeira Verde, essas poderão ocorrer presencialmente, com até 50% da capacidade do ambiente. Nas turmas em que todos(as) os(as) servidores(as) e discentes já tenham sido vacinados(as), as atividades podem ocorrer com até 100% de ocupação do espaço, respeitados os protocolos sanitários. Na vigência das Bandeiras Amarela ou Laranja, a recomendação é para adoção do ensino remoto para aulas teóricas.

 

Aulas práticas: Já para as aulas práticas, atividades de pesquisa e uso de laboratórios de informática, a lotação máxima está autorizada para até 50% da capacidade do ambiente (na Bandeira Verde) e 20% (na Bandeira Amarela), podendo ser de até 100% (na Bandeira Verde) e 50% (na Bandeira Amarela) se todos(as) os(as) servidores(as) e estudantes da turma estiverem vacinados(as). Na Bandeira Laranja, as atividades práticas presenciais estão autorizadas apenas para turmas em que todos(as) os(as) servidores(as) e estudantes estejam vacinados(as), usando a capacidade máxima de 20% do ambiente.

 

A fim de garantir a proteção coletiva da comunidade universitária, torna-se obrigatória a vacinação de servidores(as) e discentes para a participação em atividades presenciais, exceto se houver algum impedimento médico justificado. Os(As) dirigentes deverão informar à Pró-Reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoal (Progep) sobre servidores(as) que tiverem recusado a vacinação, para providências cabíveis.

 

Ambientes coletivos

 

Auditórios: o uso de auditórios e anfiteatros está permitido com até 50% da capacidade do ambiente (na Bandeira Verde) e 30% (na Bandeira Amarela). Se todos(as) os(as) servidores(as) e estudantes da turma estiverem vacinados(as), a lotação máxima pode ser de até 100% (na Bandeira Verde) e 50% (na Bandeira Amarela).

 

Bibliotecas: As bibliotecas também podem funcionar, na Bandeira Verde, com capacidade de 50% do espaço e, se todos(as) os(as) servidores(as) e discentes estiverem vacinados(as), podem funcionar com até 100%. Na Bandeira Amarela, o acesso será restrito, com atendimento por agendamento somente para empréstimo e devolução de material didático; é permitido também o estudo individual ou em grupo nas dependências das bibliotecas em até 20% da capacidade do ambiente. Se todos(as) já estiverem vacinados(as), a lotação poderá ser de 50%.

 

Ônibus Circular: O transporte coletivo que circula internamente no Campus do Guamá poderá funcionar normalmente na Bandeira Verde, respeitados os protocolos, e com 50% da capacidade de passageiros(as) sentados(as) na Bandeira Amarela.

 

Espaços esportivos: As quadras poliesportivas, ginásios e parque aquático seguem com uso restrito pelos cursos de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, com capacidade de 50% (na Bandeira Verde) e de 20% (na Bandeira Amarela), sendo 100% e 50%, respectivamente, caso servidores(as) e discentes da turma já estejam vacinados(as).

 

Alimentação: Os espaços de alimentação (cantinas, lanchonetes e Restaurante Universitário) também têm seu funcionamento autorizado com 50% da capacidade do ambiente na Bandeira Verde e, na Bandeira Amarela, cantinas e lanchonetes podem ter ocupação de até 30%. Ainda não há, porém, previsão de abertura do restaurante universitário no Campus de Belém, visto que a medida depende da conclusão de reparos de problemas estruturais identificados em agosto deste ano e da reativação de contratos de servidores e de fornecimento de alimentos.

 

Bandeiramento vigente

 

Atualmente, dez campi da UFPA estão em Bandeira Verde: Abaetetuba, Altamira, Ananindeua, Belém, Bragança, Breves, Castanhal, Salinópolis, Soure e Tucuruí. Os campi de Cametá e Capanema encontram-se em Bandeira Amarela.

 

Veja o detalhamento com as orientações para cada tipo de atividade ou uso de espaços da UFPA na Bandeira Verde e na Bandeira Amarela.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual dos museus em Belém deveria ser visita obrigatória para qualquer pessoa que queira conhecer mais a cidade?

66.7%
4.8%
0%
9.5%
19.0%