-
11/10/2019 às 20h59min - Atualizada em 11/10/2019 às 20h59min

Romarias Rodoviária, Fluvial e de Motos são procissões deste sábado

Programação do Círio segue com alguns dos eventos mais importantes do período

Portal Belém
Assessoria de Imprensa da Diretoria da Festa de Nazaré
Círio Fluvial vai envolver 50 mil pessoas e pouco mais de 300 embarcações (Foto: Aline Andrade/Ascom Basílica de Nazaré)

Duzentas e cinquenta mil pessoas devem participar, neste sábado (12), da Romaria Rodoviária, que ocorre a partir das 5h30, após a Missa na Igreja Matriz de Nossa Senhora das Graças, em Ananindeua. Esta é a segunda das quatro procissões realizadas na véspera do Círio. Durante a procissão, a Imagem Peregrina da Virgem de Nazaré será conduzida até o Trapiche de Icoaraci, para a saída do Círio Fluvial. O percurso da Romaria é de aproximadamente 24 quilômetros, o segundo maior das 12 procissões oficiais do Círio de Nazaré.
 
A Romaria Rodoviária é organizada pela Diretoria da Festa com a colaboração da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e outros órgãos públicos. Esse formato de organização é realizado desde o ano 2000, com tempo médio de três horas de percurso.
 
Enquanto a Romaria segue para Icoaraci, uma missa preparatória para o Círio Fluvial é celebrada no Trapiche. Esta celebração será presidida pelo Padre Agostinho Filho – Vigário Episcopal da Região Episcopal São João Batista.
 
Círio Fluvial
 
Ainda no sábado, dia 12, às 9h, será realizado o Círio Fluvial – a terceira romaria oficial – que sai do Trapiche do Distrito de Icoaraci com destino à Escadinha da Estação das Docas. A Imagem Peregrina é levada no navio Garnier Sampaio, da Marinha do Brasil, responsável por também fazer a organização e controle de toda a Romaria Fluvial, que deve durar duas horas de tempo. A romaria vai envolver 50 mil pessoas e pouco mais de 300 embarcações. Do total de inscritas, 307, 30 são de grande porte (400 passageiros ou mais). Há cerca de 80 motos aquáticas.
 
Este ano, o cadastro realizado pela Capitania dos Portos, que será rigorosa na fiscalização, foi mais criterioso. Durante a romaria, haverá cerca de 40 embarcações de apoio logístico. Qualquer embarcação sem a bandeira que indica o cadastro regular será retirada da procissão.
 
Durante a romaria, vários elementos serão analisados. Principalmente equipamentos de segurança em número adequado, superlotação, presença de materiais explosivos ou combustíveis e distribuição do peso de passageiros.
 
Moto Romaria
 
Após receber as honrarias de estado ainda na Escadinha do Cais do Porto, a Imagem Peregrina é conduzida para a terceira romaria do dia, a Moto Romaria. Esta procissão é realizada desde 1990 e iniciou por uma iniciativa da Federação Paraense de Motociclismo, que gostaria de prestar sua própria homenagem à Santa. Hoje, a procissão atrai cerca de 45 mil participantes.
 
Este ano, por mais um ano, um forte esquema de segurança, programado pelos órgãos de segurança e trânsito, deve coibir a participação de motoristas com veículos irregulares, sem equipamento de segurança, com sobrecarga de passageiros e que dirigem fazendo o uso de bebidas alcoólicas, etc. Para isso, foi definido um único pórtico de acesso à procissão para os veículos. Ele será montado na Av. Visconde de Souza Franco com Av. Marechal Hermes.
 
A procissão encerra em cerca de uma hora em frente ao Colégio Gentil Bittencourt, com uma benção para os motociclistas.  O percurso de 2,6 km se estende pela Avenida Presidente Vargas, indo para a Avenida Nazaré, em direção ao colégio.
 
 
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.0%
2.8%
2.7%
2.4%
4.6%
14.2%
1.5%
3.1%
1.0%
57.8%