04/03/2022 às 09h52min - Atualizada em 04/03/2022 às 09h52min

Programa "Forma Pará" vai chegar aos 144 municípios do Estado

Atualmente, a iniciativa abrange 80 cidades

Com edição do Belem.com.br
Agência Pará
O “Forma Pará” foi lançado em 2019 para reduzir o déficit da educação superior no Estado. (Foto: Marcelo Seabra / Ag. Pará)

O Programa Forma Pará, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), vai contemplar os 144 municípios do Pará. Atualmente, está presente em 80 municípios, com mais de 100 turmas. O objetivo é levar o ensino superior a todos os municípios, sobretudo aos que não contam com a oferta de cursos de graduação, garantindo a universalização do ensino superior no Estado. A meta é que todos os municípios passem a ofertar, no mínimo, uma turma de curso superior.


Nesta segunda-feira (7) será lançada a Chamada 2023 do programa, no Teatro Maria Sylvia Nunes, na Estação das Docas, em Belém, com a presença do governador Helder Barbalho. No evento serão divulgados os cursos ofertados para os novos municípios que integrarão o “Forma Pará”, além de outras novidades, como a inclusão de Instituições de Ensino Superior (IES) particulares, que passaram a ser credenciadas, aumentando a oferta dos cursos de graduação e da divulgação de editais dos cursos de especialização, que serão ofertados pela primeira vez pelo Programa.


“Instituído pela atual gestão em 2019, o ‘Forma Pará’ se associa com as universidades e prefeituras, e a partir do financiamento garantido pelo governo, cursos de várias áreas do conhecimento, sobretudo bacharelados, são ofertados nos municípios paraenses, dando oportunidade para que muitos jovens possam ter uma experiência no ensino superior, e ascender pessoal e profissionalmente. É uma ação de inclusão social, que garante a oportunidade de um jovem ingressar em uma universidade”, explica Carlos Maneschy, titular da Sectet.
 

O titular da Sectet, Carlos Maneschy, ressaltou a finalidade do Forma Pará. (Foto: Rodrigo Pinheiro / Ag.Pará)

O titular da Sectet, Carlos Maneschy, ressaltou a finalidade do Forma Pará. (Foto: Rodrigo Pinheiro / Ag.Pará)



Parceria


A Universidade do Estado do Pará (Uepa) é uma das principais parceiras do Estado no Programa, com a maior oferta de turmas em diversos municípios. “O ‘Forma Pará’ é de grande importância, por estar levando o ensino superior para os municípios que não tinham, antes, a possibilidade de esses jovens cursarem uma universidade, onde podem realizar seus sonhos. O Programa só é possível pelo apoio do governo do Estado. Alcançar os 144 municípios é algo fenomenal, algo que nunca vimos no Estado”, ressalta Clay Chagas, reitor da Uepa. Na nova chamada, outros cursos serão incluídos no Programa, como Fisioterapia, Terapia Ocupacional e Engenharia de Alimentos.


Redução

O “Forma Pará” foi lançado em 2019 para reduzir o déficit da educação superior no Estado, ofertando cursos principalmente nos municípios que não possuem polos universitários.


Em 2021, o “Forma Pará” foi instituído pela Lei 9.324/2021 como programa de Estado, o que permite firmar parcerias e contratos com Instituições de Ensino Superior particulares, nos casos em que seja inviável o atendimento da demanda por instituições públicas, o que configura estratégia fundamental para o alcance do Programa.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »