-
20/11/2019 às 09h46min - Atualizada em 20/11/2019 às 09h46min

Eventos debatem racismo, nesta quarta-feira (20), em Belém

Questões como racismo, discriminação, inclusão e igualdade social serão discutidas nos eventos

belem.com.br
Agência Pará e assessoria do deputado Fábio Freitas
Os eventos têm como objetivo promover a reflexão sobre a inserção do negro na sociedade (Foto: Internet)
Uma roda de conversa para debater a importância do combate ao racismo e à intolerância religiosa marca a programação alusiva ao Dia Nacional da Consciência Negra, nesta quarta-feira, 20 de novembro, em Belém. O evento, que também vai abordar o tema igualdade de oportunidades, será realizado durante toda a manhã desta quarta-feira, até às 13 horas, no auditório da sede do Ministério Público do Estado do Pará (MPPA).
 
A promoção é do Ministério Público, em parceria com a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), e contará com a presença do representante da Secretaria de Justiça e Cidadania do Distrito Federal, Juvenal Júnior.
 
O evento abrirá um espaço de discussão sobre direitos humanos constitucionais e ações que reprimam o racismo e a intolerância religiosa. Durante o evento, autoridades poderão discutir com os presentes mecanismos de inclusão e políticas públicas que garantam a igualdade e o respeito à população negra.
 
Sessão na Alepa também celebra Consciência Negra
 
A Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa) realiza, também nesta quarta-feira (20), às 14 horas, Sessão Especial alusiva ao Dia Nacional da Consciência Negra, instituído pela Lei nº 12.519, de 10 de novembro de 2011, como forma de promover a reflexão sobre a inserção do negro na sociedade, reconhecer a sua importância na construção da nação brasileira, discutir questões sobre racismo, discriminação, inclusão e igualdade social, e valorização da cultura afrobrasileira. A sessão é uma iniciativa do deputado estadual Fábio Freitas, líder do Republicanos no parlamento estadual.
 
O evento contará com a participação de várias entidades ligadas ao movimento de defesa do negro e de autoridades como o secretário estadual de Justiça e Direitos Humanos, Hugo Rogério Sarmanho Barra; a secretária estadual de Cultura, Úrsula Vida; o secretários estadual de Esporte e Lazer, Arlindo Silva; o diretor do Centur, João marques; a secretária nacional do Republicanos Igualdade Racial, Tia Eron, além do deputado federal Vavá Martins (Republicanos-PA).

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.2%
2.9%
2.7%
2.4%
4.5%
14.2%
1.4%
3.1%
1.0%
57.7%