-
08/02/2021 às 18h00min - Atualizada em 08/02/2021 às 18h00min

II Femmefest promove o protagonismo feminino em edição virtual

Programação digital reunirá shows, performances, palestras e bate-papos

Assessoria do evento
Com edição do Belém.com.br
O festival conta com uma organização e line-up composta apenas por mulheres. (Imagem: Divulgação)
   
A segunda edição do FEMMEFEST chega em 2021 em formato digital. O festival que tem o objetivo de promover o protagonismo feminino na cultura, em especial na música, realizará sua programação nas vésperas do Dia da Mulher. Reunindo shows musicais, performances artísticas e bate-papos, o II FEMMEFEST - As Três Marias conta com convidadas de outros estados e do interior. A programação ocorre no dia 06 de março, a partir das 19h,
no canal FEMMEFEST no YouTube.
 
Com o tema As Três Marias, o festival passeia por referências como o Quilombo do Abacatal, o livro feminista Novas Cartas Portuguesas e a presença feminina na Cabanagem. Sheila Moutinho, integrante da Banda Icamiabas e idealizadora do projeto, contou que o FEMMEFEST 2021 visa "possibilitar a formação de uma nova consciência amazônica através da disseminação da nossa música, poesia, teatro e as diversas formas de fazer cultura, mostrando a transversalidade que um festival pode mostrar".

A voz delas
 
O festival, que é organizado por uma equipe exclusivamente feminina, priorizou "bandas que não estavam na primeira edição e que não tivessem passado em nenhum edital", explicou Caroline Leal, parte da equipe de produção. O critério visa fortalecer o fazer feminino da área da cultura, em especial após um ano em que, com as regras de isolamento social, muitas pautas foram canceladas, o que prejudicou muitas artistas.
 
A programação é 100% feminina e conta com shows da Banda Icamiabas e do Grupo Encanto do Tambor, ambos de Belém; Aurora Punk, de Santarém; Banda Amurians, de São Paulo e Brenda Zeni, do Amapá. As performances ficam por conta do Coletivo Mulheres de Ananindeua em Movimento e de Tarsila França. Já os bate-papos e palestras terão a presença de Lívia Noronha, Eliana Borgea e do Coletivo Tudo Pelas Mulheres - TPM.

Rompendo silêncios
 
Foi a pandemia da COVID-19 que resultou na versão online do FEMMEFEST, mas existe uma outra consequência do atual cenário na vida das mulheres, principalmente das mais pobres e vulneráveis.  
 
A ONU Mulheres registrou o aumento da violência contra as mulheres durante a pandemia. Elas ficaram em casa presas com seus agressores que são, muitas vezes, seus maridos, pais, tios e avós. Só no primeiro semestre de 2020, o Brasil registrou 648 feminicídios. Isso representa 1,9% a mais que no mesmo período de 2019, segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).
 
O FEMMEFEST visa chamar atenção para este cenário. São muitas Marias com seu pedido de socorro abafado sem saber para onde ir e a quem recorrer. O evento tem como objetivo denunciar estes casos e orientar as mulheres.

Serviço
II FEMMEFEST - As três Marias
Data: 06 de março de 2021
Horário: 19h
Local:
canal FEMMEFEST no YouTube
Projeto selecionado na Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural, em edital do Governo do Pará, por meio da SECULT.
    

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.3%
2.9%
2.5%
2.3%
4.7%
14.1%
1.4%
3.0%
1.1%
57.6%