-
09/02/2021 às 16h00min - Atualizada em 09/02/2021 às 16h00min

Casa das Onze Janelas recebe exposição do Centro-Oeste

Mostra traz obras de 51 artistas de Goiás, Brasília, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul

Agência Pará
Com edição do Belém.com.br
Grupos maiores devem fazer agendamento para visitação. (Foto: Ascom Secult)
   
A partir desta terça-feira (09), as salas Gratuliano Bibas, Valdir Sarubbi e o Laboratório das Artes do Espaço Cultural Casa das Onze Janelas recebem um recorte das artes visuais do Centro-Oeste na mostra “Conversas: resistência e convergência”. 
 
Trabalhos de 51 artistas que vivem e produzem nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal compõem a exposição, considerada pioneira por ser a primeira a levar às regiões Norte e Nordeste um formato com um número tão expressivo de expoentes da arte contemporânea do Centro-Oeste.
 
O curador da mostra, Paulo Henrique Silva, destaca que 80% das obras presentes na exposição pertencem ao acervo do Museu de Artes Plásticas de Anápolis (Mapa). Para ele, a exposição celebra a diversidade da arte contemporânea produzida na região, além de dar visibilidade e colocar em circulação obras do Mapa que estabelecem diálogos com trabalhos de artistas que ainda não estão representados no acervo do aparelho cultural.
 
“Os artistas convidados para a mostra contribuíram e contribuem para a construção da história da arte e para o aprimoramento da produção contemporânea dessa região. A mostra é importante para o fortalecimento das divisas culturais geradas a partir da interação com as outras regiões do Brasil e jovens artistas que, recentemente, ingressaram no circuito institucional e comercial, mas conseguiram incorporar suas produções em importantes coleções públicas e privadas”, detalha Paulo.
 
A diretora do Espaço Cultural Casa das Onze Janelas, SanChris Santos, afirma que a exposição proporciona aos paraenses a oportunidade de apreciar as produções de artistas renomados da região do Centro-Oeste do Brasil, provocando a reflexão sobre a heterogeneidade artística na diversidade da produção atual. “Os artistas selecionados, com suas percepções estéticas, abordam as transformações sociais, políticas e econômicas da região em que vivem, atravessadas e transversalizadas pelas mudanças que acontecem no país”, destaca SanChris Santos.  
 
Além da exposição, o espaço cultural promoverá este mês algumas atividades paralelas, como uma live pelo projeto "Encontro na casa", com o tema “Heterogeneidade da arte contemporânea: resistência e convergência”. Participam os curadores Paulo Henrique Silva e Vânia Leal, com mediação de Nando Lima. Durante a mostra, serão realizadas mediações educativas e oficinas de artes.
  
Serviço
 
“Conversas: resistência e convergência” 
 
Espaço Cultural Casa das Onze Janelas – R. Siqueira Mendes, s/n – Cidade Velha
Horário de funcionamento: terça a domingo – 9h às 17h.
Gratuidade às terças-feiras
 
Normas de funcionamento: famílias, turistas e demais visitantes podem passear no Museu independente de agendamentos. Basta que cumpram as medidas de segurança de combate à covid-19 e adquiram seus ingressos.
 
Caso as famílias, turistas e visitantes em geral sejam contempladas por isenções, não precisam pagar ingressos.
 
O agendamento é apenas para grupos que queiram atendimento com objetivos específicos: complementar aulas, fazer pesquisas, visitar com mediação. Nesse caso, são isentos da compra de ingresso.
    

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.3%
2.9%
2.5%
2.3%
4.7%
14.1%
1.4%
3.0%
1.1%
57.6%