-
23/02/2021 às 11h23min - Atualizada em 23/02/2021 às 11h23min

Decreto com regulamentação do Bora Belém será assinado hoje (23)

Aproximadamente 22 mil famílias serão contempladas com o auxílio

Da redação do Belém.com.br
O projeto Bora Belém foi aprovado no dia 8 de janeiro pela Câmara Municipal de Belém. (Imagem: Divulgação/Prefeitura de Belém)
      
O prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, assina hoje, 23 de fevereiro, o decreto que regulamenta o ‘Bora Belém’, programa que prevê a garantia de um auxílio de até R$ 450 a famílias em situação de vulnerabilidade social. À noite, durante sua live semanal, prevista para ter início às 19h, Edmilson vai explicar o funcionamento do benefício.

De acordo com a Fundação João Paulo XXIII (Funpapa), o cadastro para receber o benefício inicia no mês de março. Aproximadamente 22 mil famílias que estão em situação de extrema pobreza, sendo a maioria delas chefiadas por mulheres, serão contempladas com o auxílio.

Para receber o benefício, as famílias devem estar inscritas no Cadastro Único (CadÚnico). A duração do auxílio financeiro será de até um ano, podendo se estender, a depender da vulnerabilidade social das famílias.

Critérios para receber o benefício
 
- Famílias com renda per capita mensal inferior ou igual a R$89,00, consideradas de extrema pobreza;
- Famílias com renda per capita de R$89,01 a R$179,00 consideradas em situação de pobreza;
- Família monoparental feminina;
- Família monoparental;
- Famílias que tenham composição familiar de 0 a 18 anos;
- Famílias com gestantes ou nutrizes.
 
Bora Belém
 

O projeto Bora Belém foi aprovado no dia 8 de janeiro, sendo uma das principais bandeiras de campanha do prefeito Edmilson Rodrigues, garantindo um auxílio de até R$ 450 a pessoas em situação de vulnerabilidade social e que tiveram as condições financeiras agravadas pela pandemia da covid-19. O Banco do Estado do Pará (Banpará) será a instituição financeira responsável pela operacionalização do pagamento do benefício.
 
De acordo com estimativa da Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão, serão investidos inicialmente no programa R$ 30 milhões. O objetivo da pasta é ampliar o valor dependendo das condições financeiras do município e da parceria com o governo do estado.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.3%
2.9%
2.5%
2.3%
4.7%
14.1%
1.4%
3.0%
1.1%
57.6%