-
27/04/2021 às 09h19min - Atualizada em 27/04/2021 às 09h19min

Secult abre seleção de bolsistas para o Museu do Marajó; confira

Programa visa capacitação da comunidade local para atuação técnica no Museu

Agência Pará
Com edição do Belem.com.br
As inscrições são gratuitas e poderão ser feitas até dia 14 de maio. (Foto: Mario Quadros/Secult)

            
Nesta terça-feira (27) o fundador do Museu do Marajó, padre Giovanni Gallo, completaria 94 anos. A Secretaria de Estado de Cultura (Secult) celebra a data com o lançamento de um edital de qualificação técnica que prevê cinco bolsas no valor de R$ 750 para que moradores da comunidade possam atuar como técnicos de gestão educacional do Museu do Marajó. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até 14 de maio
pelo site da Secult. 

O lançamento do edital será remoto, em respeito às medidas de prevenção à covid, com transmissão ao vivo pelo canal da Secult no YouTube, às 15h.

Inscrições

As inscrições são gratuitas e poderão ser feitas até dia 14 de maio, conforme as orientações do edital disponibilizado no site da Secult. A avaliação se dará por duas etapas: análise documental e entrevista com os candidatos pela comissão mista. A divulgação do resultado com os habilitados na fase documental será no dia 18 de maio.

Capacitação

O programa de formação terá duração de seis meses, a capacitação envolve a atuação técnica em setores de documentação museológica, conservação preventiva e gestão do programa educacional do Museu do Marajó. Inicialmente, as atividades serão realizadas por meio da internet, em atendimento às recomendações sanitárias vigentes, mas o formato poderá ser alterado para aulas presenciais, a depender do bandeiramento na região.

Serão oferecidas, inicialmente, três capacitações. Cada uma delas pretende atender a um setor específico dentro do museu. Confira quais são:

1ª etapa: Os participantes vão aprender sobre os mecanismos mais básicos para se fazer essa gestão da informação dentro de um acervo mostrológico. 

2ª etapa: A segunda, voltada pra conservação preventiva em museus, ensina como prolongar a vida útil do objeto enquanto documento, evitando que se tomem medidas mais invasivas. O objetivo é recuperar determinado objeto que pertence ao acervo.
 
3ª etapa: Os selecionados estarão aptos a auxiliar a equipe técnica do setor educativo do museu a construir essas narrativas pensando basicamente a partir do contexto em que elas vivem. 

Colaboração

Segundo Armando Sobral, diretor do Sistema Integrado de Museus e Memoriais da Secult (SIMM), o edital é uma forma de fazer com que o museu também gere oportunidades para a própria comunidade, para que também se fortaleça e tenha representatividade junto a eles. O edital atende cinco profissionais para atuarem futuramente nos museus, num modelo de gestão pautado na inclusão de agentes locais. A proposta é implementar o projeto museológico e museográfico, que é onde se encaixa este edital de qualificação.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

9.3%
2.9%
3.1%
2.0%
5.2%
13.7%
1.5%
2.5%
1.1%
58.7%