-
08/09/2021 às 12h00min - Atualizada em 08/09/2021 às 12h00min

Festival Embrazado faz live com nomes do hip hop paraense

Na programação, os artistas participam ainda de um debate sobre o rap local

Assessoria Embrazado
Com edição do Belem.com.br
Os eventos terão audiodescrição. (Foto: Digulgação Assessoria)
                                                                                  
Belém é a 5ª cidade a receber o festival Embrazado Ao Vivo. Nesta edição, Íra e Kratos, artistas da cena paraense de hip hop, realizarão show inédito, sexta-feira (10), transmitido ao vivo a partir das 20h, no
Portal Embrazado e no YouTube do projeto. No mesmo dia, às 19h, via plataforma de videoconferência Zoom, os artistas participarão de um debate sobre rap paraense. Os eventos terão audiodescrição.

O debate da noite terá como tema "O jeitão paraense: novos sons do rap", que contará com a mediação da jornalista local Tainá Barral e do pesquisador Igor Marques, um dos criadores do Embrazado. A edição do Embrazado Ao Vivo na cidade de Belém também marca o lançamento dos EPs de Íra e Kratos: "Opala" e "Tinha que ser preto", respectivamente, lançados em 2021.

Sobre Íra

Atuante na cena belenense de hip hop como MC e compositora desde o ano passado, quando lançou o seu primeiro single "Flow vira lata", Íra tem apenas 20 anos e já é  conhecida nas quebradas por sua carreira como DJ nos bailes de rap. A MC, que traz como marcas a personalidade forte e o deboche, tem como influência o cantor Chico César, o rapper Djonga e a MC Cristal.

Sobre Kratos

Nascido nos campos de Batalha de MCs de Castanhal, município do Pará, o rapper e compositor paraense Kratos atua na música desde 2015. Atualmente é considerado um dos artistas mais promissores da cena paraense, trazendo em suas músicas a vivência da periferia do interior do Pará, enaltecendo suas raízes e escrevendo letras de impacto social.

Sobre o Embrazado

O Embrazado foi criado em Recife, em 2017, pelos pesquisadores GG Albuquerque e Igor Marques. A princípio, era uma festa que apresentava um panorama de variados gêneros musicais produzidos nas periferias brasileiras. A partir de 2019, com o Podcast Embrazado, tornou-se também um projeto que aborda as sonoridades experienciadas na festa, entrevistando figuras atuantes em diversas cenas musicais. A partir da seleção da Chamada Petrobras Cultural Música em Movimento, o projeto expandiu com o Portal Embrazado, projeto jornalístico que realiza pesquisa sobre os ritmos periféricos em diversas cidades do Brasil. Além dos conteúdos veiculados na plataforma e das live-shows, o projeto também promove intercâmbios entre artistas de diferentes regiões e oficinas jornalísticas com estudantes.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual dos museus em Belém deveria ser visita obrigatória para qualquer pessoa que queira conhecer mais a cidade?

68.2%
4.5%
0%
9.1%
18.2%