-
11/12/2019 às 18h44min - Atualizada em 11/12/2019 às 18h44min

Ano letivo de 2020 na rede pública estadual começa em 03 de fevereiro

Também já está definido que o ano letivo terá 200 dias de atividades efetivas e só terminará em 29 de dezembro

Agência Pará
Com edição do belem.com.br
O calendário prevê, ainda, a realização de atividades estruturantes para Língua Portuguesa, Matemática e produção textual desde o ensino fundamental até o médio (Foto: Rai Pontes/ Ascom Seduc)
  
O ano letivo de 2019 ainda não acabou, mas a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) já definiu todo o calendário escolar para o próximo ano. A programação pedagógica de 2020 é uma das pautas do II Encontro Regional de Educação, que acontece em Belém até esta quinta-feira (12). 

O ano letivo de 2020 iniciará no dia 03 de fevereiro em todas as escolas estaduais, terá 200 dias de atividades efetivas e só terminará em 29 de dezembro. Antes do início, nos dias 30 e 31 de janeiro, a Seduc realiza a Jornada Pedagógica. O material que subsidiará a jornada será fornecido pela própria secretaria com as evidências do fluxo de 2019.

Segundo a secretária-adjunta de ensino da Seduc, Ana Paula Renato, o calendário traz algumas novidades nas ações, que a partir de agora serão organizadas e padronizadas de forma sequencial.

“As USEs (Unidade Seduc na Escola)  e UREs (Unidade Regional de Educação) receberão o currículo integrado com perfil de entrada e saída de cada aluno, o que permitirá avaliar que tipo de estudante queremos do início ao final do ano”, explica Ana Paula.

O calendário prevê, ainda, a realização de atividades estruturantes para Língua Portuguesa, Matemática e produção textual desde o ensino fundamental até o médio. Outras ações passam a constar no calendário, como, por exemplo, o Dia da Família na Escola, momento em que a direção da escola apresentará aos pais e responsáveis o calendário do trimestre e dizer o que cada unidade de ensino espera deles. “Os indicadores de educação mostram que quando a família é presente na escola os alunos apresentam melhor rendimento”, destaca a secretária adjunta. A data se repetirá pelo menos outras três vezes ao longo do ano.

Outra novidade é a realização de avaliações diagnósticas intercaladas com cada período avaliativo. A avaliação monitora o andamento da aprendizagem do aluno desde o início do ano. “Através dela poderemos avaliar se o aluno realmente aprendeu e identificar onde estão as suas maiores dificuldades”, explica a secretária adjunta.

O Encontro Regional de Educação tem como objetivo avaliar as metas de educação pactuadas no início de 2019 e monitorar a agenda da aprendizagem em cada escola da rede estadual de ensino. Participam do encontro secretários municipais de educação, gestores de USEs e UREs, técnicos e diretores de escolas. O encontro já foi realizado em Altamira, Bragança, Santarém e Marabá. Em Belém, participam educadores da Região Metropolitana, parte da região nordeste e Marajó.

Durante os encontros as escolas definem as principais metas para 2020. Em Águas Lindas, por exemplo, a Escola de Ensino Fundamental Bom Jardim quer elevar o Ideb de 4.7 para 4.9. Para isso, pretende qualificar a leitura e a escrita que ainda são o grande problema das crianças. “Nosso foco é aproveitar o horário do intervalo para intensificar a leitura das séries iniciais”, informa a vice-diretora Regina Lacerda.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual dos museus em Belém deveria ser visita obrigatória para qualquer pessoa que queira conhecer mais a cidade?

68.4%
0%
0%
10.5%
21.1%