-
02/02/2020 às 12h00min - Atualizada em 02/02/2020 às 12h00min

Alunos da Escola Albanízia Oliveira superam expectativas com aprovação nas universidades públicas

Na volta às aulas nesta segunda-feira, 03, os calouros da escola pública irão recepcionar os novos alunos

Andreza Gomes (Jornalista do www.belem.com.br)
Lucas Estevam, professora Ione Franco e Bianka Carvalho comemoram os resultados do Enem (Foto: acervo pessoal)
 
        A aluna Bianka Carvalho pela primeira vez participou do Exame Nacional do Ensino Médio e foi aprovada em dois cursos muitos disputados nas universidades públicas: Fisioterapia na UEPA e Odontologia, na UFPA.

“Eu me preparei na minha escola pública Albanízia de Oliveira, muito boa com professores excelentes e tirei uma pontuação excelente na redação, 980 pontos” conta.
Sobre a escolha do curso, a futura universitária afirma que sempre teve o sonho de usar jaleco. “Vou escolher a Odontologia, que sempre foi meu sonho”, comemora.

Além da Bianka, mais 30 alunos da Escola Albanízia de Oliveira Lima, localizada no bairro do Marco, foram aprovados nas Universidades do Estado e Federal do Pará.
Nesta segunda-feira, 03, no retorno ao ano letivo, os calouros vão receber os novos alunos como forma também de incentivar aos alunos que busquem e acreditem nos seus sonhos. “A escola pública é uma realidade que transforma, que nos motiva e incentiva com bons projetos pedagógicos e professores dedicados”, afirma o mais novo calouro do curso de Cinema da UFPa, Lucas Estevam, 20 anos.

Projeto Pedagógico - A professora Ione Franco desenvolve na escola há seis anos, o projeto pedagógico “Construção e Reconstrução do Texto” e está muito feliz com a aprovação dos alunos. “Sou educadora há 16 anos e me sinto honrada em saber que eles foram aprovados em uma federal e alunos da escola pública. Sei o quanto esta aprovação é importante para a vida deles”.

E o segredo para aprovação e boa pontuação na redação? “Eles escrevem e reescrevem o texto menos de 100 vezes e discutem em sala de aula assuntos atuais, tiram dúvidas. Treinamento, muito treinamento, este é o segredo”, finaliza.

O diretor da Escola Albanízia de Oliveira, Théo Queiroz, está feliz pelo resultado positivo de um trabalho pedagógico, implantado na escola há cinco anos, juntamente com os professores. “Para este resultado exitoso se deve a um trabalho focado para o Enem. Antes nós tínhamos, até cinco alunos aprovados e hoje tivemos já 150 alunos aprovados nas universidades particulares, cerca 60 com médias excelentes na redação do exame e mais de 30 aprovados na UFPA e UEPA”, ressalta.

Théo Queiroz afirma que o Exame Nacional do Ensino Médio é uma porta de entrada para os programas sociais do Governo. “Com uma boa média no Enem, o aluno pode conseguir até uma bolsa integral em uma universidade particular. Um aluno de escola pública tirar uma nota 980 na redação para mim eu considero nota 1000”, comemora.

Este resultado é uma vitória para o Estado, para a escola pública e para a sociedade. “Acreditem sim, que a escola pública dá certo, quando estiverem aprovados. A Escola Albanízia de Oliveira Lima tem mais de 20 anos e já tem uma história na educação de Belém. Nossa formação exigiu que pudéssemos olhar para o Enem com outros olhos, porque ele se tornou passaporte pra universidade Pública e para os programas sociais do Governo”, finaliza.
 
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

9.9%
2.8%
2.7%
2.2%
4.6%
14.4%
1.5%
3.2%
1.1%
57.5%