-
02/02/2020 às 12h00min - Atualizada em 02/02/2020 às 12h00min

Dois de fevereiro é dia de homenagear Iemanjá

Neste dia, principalmente o Candomblé faz festa para aquela que é considerada a Rainha das Águas

Elck Oliveira
Jornalista (DRT-1847)
Festa de Iemanjá, no bairro do Rio Vermelho, em Salvador, é uma das mais expressivas do Brasil (Foto: Agbè Hunjí)
   
Neste domingo, 02 de fevereiro, as religiões de matriz africana, em especial o Candomblé, celebram o Dia de Iemanjá. Em todo o Brasil, os terreiros e casas realizam festejos e dedicam oferendas àquela que é considerada como a Rainha do Mar e, também, a mãe de toda a humanidade.

Segundo o Apókan (posto religioso) Agbè Hunjí, do Candomblé da nação Jeje Savalú, Iemanjá é a mãe de todos os orixás. “É a dona das nossas cabeças, por isso a chamamos de Ìyá N'ilá (Grande Mãe) e Ìyá Ori (Mãe das Cabeças). Ela tem em si o arquétipo da grande mãe, aquela que cuida dos filhos com sabedoria, prudência e disciplina”, observa.

Seu nome deriva do Iorubá, e significa “a mãe cujos filhos são peixes”. De acordo com o religioso, no Brasil, a festa mais expressiva para Iemanjá acontece na cidade de Salvador (BA), no bairro do Rio Vermelho, da qual ele já teve oportunidade de participar. “Ano passado eu fui, tive o prazer de levar o presente da minha Família para as águas. É muito lindo e emocionante”, lembra.



Já o babalorixá Fernando de Ogum, da religião do Tambor de Mina, diz que 02 de fevereiro é dia de mandar presentes para Iemanjá. O Terreiro do qual ele participa homenageia a Rainha das Águas desde o nome: Terreiro de Nagô Yemanjá, também conhecido como Instituto Cultural Nagô Afro-Brasileiro (ICNAB), que fica no bairro da Pedreira, em Belém.

“Na Região Norte, não é costume de muitas coisas de festejarem Iemanjá em fevereiro, a maior parte faz a festa em dezembro. No nosso caso, no dia 02 de fevereiro, fazemos presentes para levar para as águas. Iemanjá, para nós, é a mãe da nossa casa, a mãe de todos os orixás e de toda a humanidade. Iemanjá é mãe da nossa saúde, do nosso vigor, por isso que ela é muito importante dentro da religião e todos nós procuramos por ela, não só neste dia, mas em todos os dias do ano, quando precisamos de ajuda, de saúde e de equilíbrio. Iemanja é orixá que traz coisas boas. Pedimos a ela muita paz, muita saúde, muito amor, muita união, muita compreensão e muito axé”, conta, acrescentando que, neste dia, o Terreiro encaminha uma oferenda às águas da baía do Guajá, para homenagear Iemanjá.


 
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

O Círio 2021 está na porta e o Belém quer saber: qual a melhor comida do Círio na sua opinião?

82.4%
17.6%