-
19/02/2020 às 09h00min - Atualizada em 19/02/2020 às 09h00min

Destinação do lixo da Região Metropolitana é tema de reunião

Os prefeitos de Belém, Ananindeua e Marituba deverão prestar contas sobre o acordo assinado com o Ministério Público do Pará

Comus/Marituba
Com edição do belem.com.br
Conforme o Termo de Ajuste de Conduta firmado com o MPPA, os prefeitos da RMB teriam que apresentar uma solução definitiva para os resíduos sólidos até o fechamento do aterro sanitário de Marituba, em junho de 2021 (Foto: Comus/Marituba)
     
Nesta quarta-feira (19), está prevista mais uma rodada sobre o capítulo da destinação do lixo da Região Metropolitana de Belém. Desta vez, a reunião ocorrerá a partir das 9h30, na sede da Promotoria de Justiça de Marituba, localizada na rua Cláudio Barbosa da Silva, 426b, no bairro Boa Vista. Os prefeitos de Belém, Ananindeua e Marituba deverão prestar contas sobre o acordo assinado, em julho de 2019, com o Ministério Público do Estado do Pará.

Conforme o Termo de Ajuste de Conduta firmado com o MPPA, os prefeitos da RMB teriam que apresentar uma solução definitiva para os resíduos sólidos até o fechamento do aterro sanitário de Marituba, em junho de 2021. No entanto, apenas a Prefeitura de Marituba apresentou uma solução para o problema, que vem prejudicando os moradores.

O estudo de viabilidade de solução para o tratamento e valorização de resíduos sólidos da RMB foi apresentado pelo prefeito Mário Filho no dia 05 deste mês, na sede do Instituto de Ensino de Segurança do Pará (IESP), centro de Marituba. A solução prevê o uso de tecnologias combinadas, já aplicadas em outros países, com adoção de coleta seletiva de lixo, compostagem do material orgânico, gaseificação pirolítica de resíduos e o aterro sanitário.

Todos os prefeitos da RMB tinham sido convidados para esta reunião, mas apenas os prefeitos de Marituba, Mário Filho, e o de Santa Bárbara, Nilson dos Santos, participaram do evento, já que Ananindeua e Belém mandaram representantes.

Na ocasião, Mário Filho teria destacado a necessidade de uma integração maior entre os municípios e a formação de um consórcio para o andamento do projeto. “Nós já temos a solução para Marituba. Mas o quê adianta para nós termos essa solução se Belém e Ananindeua continuam colocando lixo no aterro?”, questionou ele, ao reforçar:
 
“A população de Marituba não pode mais ser penalizada e receber o ônus do forte odor de 1354 toneladas de lixo que recebemos diariamente de Belém e Ananindeua. Posso afirmar que estamos trabalhando incessantemente para solucionar este problema com o intuito de promover o bem estar e a qualidade de vida da nossa população”, disse Mário Filho.

Serviço:
A reunião para tratar do Termo de Ajuste de Conduta firmado entre o MPPA e as prefeituras da RMB será nesta quarta-feira (19), às 9h30, na sede da Promotoria de Justiça de Marituba, localizada na rua Cláudio Barbosa da Silva, 426b, no bairro Boa Vista.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.0%
2.8%
2.7%
2.4%
4.6%
14.2%
1.5%
3.1%
1.0%
57.8%