-
06/11/2020 às 13h00min - Atualizada em 06/11/2020 às 13h00min

Festival Cultural de Icoaraci abre Preamar da Consciência Negra

A ação visa a valorização e fortalecimento cultural da luta antirracista

Agência Pará
Com edição do Belém.com.br
o espaço também abrigará a feira de produtos do coletivo Pretas Paridas e a Barraca do Artista. (Foto: Ascom/Secult)
     
A partir desta sexta-feira (06), a Estação Cultural localizada na Vila Sorriso recebe o Festival Cultural de Icoaraci, programação realizada pela Secretaria de Estado de Cultura (Secult) em parceria com o coletivo Pretas Paridas, Raio de Sol Produções e Casa do Artista, como parte das ações do Preamar da Consciência Negra. A ação visa a valorização e fortalecimento cultural da luta antirracista por meio de apresentações de música, dança, performances, feiras solidárias, rodas de conversa, intervenções audiovisuais e exposições. O Festival é gratuito e segue aberto até o dia 27 de novembro.

“Essa programação é uma construção coletiva, um espaço aberto aos artistas pretos e pretas e a todos que lutam contra o racismo, diariamente. Faremos isso por meio de muita informação, arte, cultura e gastronomia. Nosso objetivo é somar e trazer mais espaço para consciência negra e tudo a ela relacionado. Esperamos que as pessoas possam vir prestigiar esse momento especial na Estação Cultural de Icoaraci”, destaca o gerente da Estação Cultural, Stefani Henrique.

O primeiro dia de programação abre às 16h, com a roda de conversa “Protagonismo artístico e o fazer cultural preto em Icoaraci”, transmitida ao vivo pelas redes sociais da Secult. Em seguida, às 18h, ocorre a abertura da exposição coletiva de artes visuais “Meus traços”, que traz 30 peças de jovens artistas pretos, entre ilustradores, quadrinistas e aquarelistas.

“Essa exposição destaca o trabalho de cinco jovens talentos das artes visuais, desconhecidos do grande público, que expressam dentro de suas habilidades uma visão sobre raça, não só a sua, mas também a indígena, latina e as miscigenações. Em todas as obras reconhecemos os traços pessoais de cada artista e a maioria delas aborda pessoas, figuras humanas. É muito bom poder ver o potencial da juventude preta com obras muito boas, dignas de uma exposição”, destaca o curador da mostra e também artista visual, Werner Souza.

Durante o período do Festival Cultural, sempre de sexta a domingo, o espaço também abrigará a feira de produtos do coletivo Pretas Paridas e a Barraca do Artista, um espaço reservado para as atrações convidadas comercializarem seus produtos.  

Confira a programação completa:

06/11 – Sexta
16h - 17h - Roda de conversa transmitida via redes sociais: “Protagonismo artístico e o fazer cultural preto em Icoaraci” (Tayna Silva, Maria Luiza e Nic Dias)
18h - Ritual de abertura (Grupo Frente Afro-religiosa)
18h - Abertura da exposição coletiva de artes visuais “Meus traços” (Júlia Lustosa, Aquarelista, Fernanda Vera Cruz, Mahlice, Bruno Cardoso, Maurício Laboyang)
19h - Performance de artes visuais (Maurício Laboyang)
18h - Feira de produtos das Pretas Paridas e Barraca do artista
 
07/11 – Sábado
10h às 21h - Exposição coletiva de artes visuais “Meus traços”
15h às 21h - Feira de produtos das Pretas Paridas e Barraca do artista
18h - Dança Duo de dançarinos
19h Apresentação musical (Cobra Venenosa)
20h Apresentação musical (Nic Dias)
 
08/11 – Domingo
10h às 21h - Exposição coletiva de artes visuais
15h às 21h - Feira de produtos das Pretas Paridas e Barraca do artista
18h - Apresentação de dança (Trio de dançarinos)
19h - Performance (Carlos Vera Cruz)
20h - Música Africanos de Icoaraci
 
10 a 12/11 - Terça a quinta
10h às 21h - Exposição coletiva de artes visuais “Meus traços”
 
13 a 15/11 - Sexta a domingo
10h às 21h - Exposição coletiva de artes visuais “Meus traços”
16h às 21h - Feira de produtos das Pretas Paridas e Barraca do artista
 
17 a 20/11 - De terça a quinta
10h às 21h - Exposição coletiva de artes visuais “Meus traços”
 
21 a 24/11 - Sexta a terça
10h às 21h - Exposição coletiva de artes visuais “Meus traços Júlia”
16h às 21h - Feira de produtos das Pretas Paridas e Barraca do artista
 
25/11 – Quarta
10h às 21h- Exposição coletiva de artes visuais “Meus traços”
15h às 21h - Feira de produtos das Pretas Paridas e Barraca do artista
 
26/11 – Quinta
10h às 21h - Exposição coletiva de artes visuais “Meus traços”
15h às 21h - Feira das Pretas Paridas e Barraca do artista
19h - Performance (Emilly Cassandra)
20h - Apresentação musical Borblue
 
27/11 – Sexta
10h às 21h - Exposição coletiva de artes visuais “Meus traços”
15h às 21h - Feira de produtos das Pretas Paridas e Barraca do artista
20h – Apresentação Carimbó de Icoaraci

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.1%
2.8%
2.7%
2.4%
4.6%
14.3%
1.4%
3.1%
1.0%
57.6%