-
29/10/2019 às 13h57min - Atualizada em 29/10/2019 às 13h57min

Orquestra apresenta concerto com trechos de óperas

Espetáculo acontece nesta quinta-feira (31), com entrada gratuita

belem.com.br
Agência Pará
O espetáculo está dentro da programação do XVIII Festival de Ópera do Theatro da Paz (Foto: Carlos Sodré/Arquivo/Agência Pará)

A Secretaria de Estado de Cultura (Secult) apresenta, na próxima quinta-feira (31), às 20h, mais um concerto da Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP), dentro da programação do XVIII Festival de Ópera do Theatro da Paz. O espetáculo tem a parceria da Academia Paraense de Música e do Paz, com patrocínio do Banpará.
 
Sob a regência do maestro titular Miguel Campos Neto e participação da soprano paraense Lanna Bastos, o concerto terá obras de grandes nomes da ópera internacional e também do importante compositor brasileiro Carlos Gomes. "Um dos conceitos do festival este ano é a busca de novas plateias para a ópera e em um concerto como esse, apresentamos trechos curtos e ótimos de se ouvir, como se você pudesse 'degustar' diferentes compositores e estilos", explica o maestro.
 
Para abrir o concerto, a OSTP interpreta o início da opereta “O Barão Cigano”, de Strauss, que estreou em Viena, na Áustria, em 1885, e que foi uma das suas obras de maior sucesso. A abertura apresenta sonoridades rústicas e se refere a um acampamento de ciganos, nas proximidades de um castelo. Em seguida, para contrastar, será apresentada a ária "Je dis que rien ne m’épouvante", da ópera Carmen, cantada pela personagem Micaëla, uma camponesa que pede proteção para encarar as mazelas da vida e que diz que nada a assusta.
 
Para a cantora Lanna Bastos, que vai interpretar Micaëla, realizar um concerto junto à OSTP é uma maneira de exercitar sua performance vocal, em alto nível. "Acho o público de Belém muito caloroso e sei que a energia vai ser recíproca, irá nos contagiar e o resultado será uma noite de muitas emoções e boas vibrações. Eu realmente acredito que a música é uma terapia para alma, não só para quem a está executando mas, também para o público. Manifesta os afetos da alma, e minha alma respira música", diz a soprano.
 
A soprano Lanna Bastos é técnica em canto lírico pela Escola de Música da UFPA e bacharelanda em Música pelo Instituto Carlos Gomes. Já se apresentou como solista em espetáculos com a OSTP, como Elisetta em Il matrimonio segreto, de Domenico Cimarosa, no XVIII Festival de Ópera do Theatro da Paz; Salud, em A Vida Breve, de Manuel de Fala, no XVII Festival de Ópera do Theatro da Paz, e Fiordiligi, na ópera Così Fan Tutte, de Mozart, no IV Encontro de Canto da Amazônia. Em 2018, foi primeiro lugar nos concursos Doris Azevedo, do Instituto Estadual Carlos, e Marina Monarcha, e em 2019, foi finalista do Concurso Maria Callas.
 
É participante do “Ópera Estúdio”, projeto de extensão da Fundação Carlos Gomes, onde já realizou diversas performances como: “Dido”, ópera Dido e Enéas; e “Condessa”, em As Bodas de Fígaro. Durante sua carreira, Lanna Bastos já foi dirigida por Damon Ploumis (GER) e Bill Ferrara (USA).
 
Serviço:
A Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP) apresenta, nesta quinta-feira (31), às 20h, um concerto especial com trechos de ópera. A entrada é franca e os ingressos podem ser retirados na bilheteria do Theatro, na própria quinta (31), 1h30 antes do espetáculo, com limite de dois ingressos por pessoa. Os ingressos também serão disponibilizados a partir de 9h de quarta-feira (30), pelo site Ticket Fácil, com taxa de conveniência do site a R$ 2 por ingresso.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

9.9%
2.9%
2.6%
2.2%
4.7%
14.5%
1.5%
3.2%
1.1%
57.5%