03/08/2020 às 17h40min - Atualizada em 05/08/2020 às 20h12min

Podcast, ultrapassando as fronteiras do rádio

Conheça o rádio do século XXI, o podcast. Produzido por inúmeras pessoas ao redor do mundo e disponíveis online

Beatriz Cardozo


Você já ouviu falar em podcast? Sabe o que é podcast? Podcast é uma produção de áudio que está disponível na internet, em que as pessoas podem ouvir a qualquer momento e quantas vezes quiser, alguns podcasts são divididos por temporadas ou temáticas. Para escutar um episódio de podcast, basta a pessoa ter uma conta em um agregador de áudio como Spotify, Deezer e etc. E também você pode escutar sem internet, basta você fazer o download do episódio no seu celular ou computador. O formato não é inovador, existem algumas semelhanças com os programas de rádio, as diferenças são que você pode escutar quando quiser e quantas vezes e não é ao vivo, é uma produção gravada e editada, alguns produtores de podcasts deixam os seus ouvintes participarem das gravações.  

 

1. A criação:

 

    Nos anos 80, antes da internet se popularizar, nos Estados Unidos existia um serviço chamado RCS (Radio Computing Service). Um programa de computador produzido para distribuir músicas e conversações para as emissoras de rádio no formato MIDI (A característica do formato é a conexão de vários instrumentos musicais eletrônicos com os computadores e etc. Criado na década de 80). Era um serviço bastante restrito comparado com o atual podcast. Os mesmos conjuntos de arquivos digitais foi utilizado, em 1993, por um americano e profissional na área da tecnologia chamado Carl Malamund (1959-), que criou o primeiro talk show chamado “First Computer Radio Talk Show, Each Week Interviewing a Computer Expert”, nome grande hein? (Tradução: Primeiro Programa de Entrevistas em Rádio e Computador, Toda Semana Entrevistando um Especialista em Informática). O programa não era distribuído por rádio, mas em arquivos de computador, mas para escutar o programa tinha que instalar o arquivo na máquina. A maioria dos computadores não tinha uma tecnologia voltado para o áudio. 

    As primeiras inovações na questão da gravação digital foi nos meados dos anos 90, no formato waveform (WAV), que era impossível de armazenar em um disquete (Lembrando, que um disquete poderia armazenar 1.44 MB. E um atual celular pode armazenar GB). Logo, tinha que decodificar o arquivo sem perder a qualidade. Com isso, foram surgindo os primeiros reprodutores de áudio como o Winamp (1994) e Napster (1999). E também o formato MP3.

 

2. Os Agregadores:

    Como eu falei no inicio do texto sobre os agregadores, que facilitam na procura e reprodução dos episódios de podcast. A ideia surgiu em 2000, quando a iGO, lançou o programa MyAudio2GO, no caso a sua configuração era para máquinas e conexão de internet lentas. O MyAudio2GO era focado em download de notícias em geral.

    No mesmo ano foi criado o RSS pelo franco-americano Tristan Lovis (1971-), programador americano Dave Winer (1965-) e o seu colega americano Adam Curry (1964-). Com o aumento de blogs criado especificamente para áudios. Fazendo um rastreamento de feeds RSS em formato MP3 e armazenar apenas em um registro. 

O nome podcast surgiu em 2004, por um jornalista inglês chamado Ben Hammesley (1976-) em um artigo do jornal The Guardian. O crescimento de buscas em  podcast ganhou forças em 2006. 

    O primeiro podcast brasileiro foi O Café Brasil lançado em 2005, como um programa de rádio e formato  podcast em 2006 e continua ativo. 

 

3. A Produção de Podcast Atualmente:

    Segundo o IBOPE, em 2019, 40% de usuários de internet no Brasil consomem podcast. O Spotify afirma que o país é o segundo consumidor mundial e perde apenas para os Estados Unidos. O podcast cresceu bastante por causa da facilidade de sua produção, para construir um episódio você precisa apenas de microfone para gravar a sua voz, editar e disponibilizar na internet para que as pessoas conheçam, alguns agregadores são pagos ou de graça, pode participar uma pessoa ou mais, existem podcasts divididos por temáticas, temporadas e isso vai da criatividade do produtor. Apenas dar o play e aproveitar os episódios. 

Eu mesma sou produtora de um projeto de podcast, que se chama Cultura Sem Fronteiras, a qual eu abordo sobre política, sociedade, história e etc. Com referências de produções audiovisuais, literatura, músicas e outros. Então fiquem a vontade para conhecer o meu podcast e de outros produtores brasileiros ou internacionais. 

 

Os links para acessar o meu podcast:


 
Link
Beatriz Cardozo

Beatriz Cardozo

Graduando em Licenciatura em História. Pesquisadora nas áreas de Patrimônios Históricos e Culturais, História Contemporânea e Antropologia Cultural.

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
-

Você concorda com o adiamento das eleições municipais para novembro?

85.6%
14.4%