-
12/02/2020 às 17h00min - Atualizada em 12/02/2020 às 17h00min

Praticar direção defensiva ajuda na prevenção de acidentes

Segundo especialista, a adoção de posturas preventivas no trânsito é fundamental.

Agência Pará
Foto: Ascom/Detran
   
De acordo com especialistas em trânsito, a redução de acidentes é resultado do aprimoramento da legislação, aumento da fiscalização e campanhas de conscientização no trânsito. Mas é fato que o condutor também pode ajudar para reduzir as estatísticas, levando em consideração que a imprudência é uma das responsáveis pela ocorrência de infrações e acidentes nas vias. Assim, adotar medidas de direção defensiva podem resultar em pequenas mudanças nos hábitos dos motoristas e fazer grande diferença na segurança no trânsito.

A direção defensiva, presente nos cursos de formação de condutores, é, de acordo com o manual do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), a melhor maneira de dirigir e se comportar no trânsito. É a possibilidade de um condutor reconhecer antecipadamente as situações de perigo, prever suas consequências e estar preparado para tomar decisões que protejam os ocupantes dos veículos e os demais usuários da via.

Segundo Isabella Mesquita, coordenadora de Educação do Detran, a adoção de posturas preventivas no trânsito é fundamental.

“A direção defensiva  ajuda a conscientizar os condutores em geral, que adotam um comportamento responsável, solidário e humano no trânsito. Isso envolve respeito à vida, à sinalização de trânsito e atenção aos fatores de risco, garantindo a segurança do condutor”, enfatiza a coordenadora.

Porém, muitos condutores depois do período de aprendizagem, anos dirigindo, adquirem vícios de direção. Isso acaba gerando diversos tipos de problemas, pois são costumes perigosos incorporados ao comportamento do condutor que, além de prejudicar o bom funcionamento do veículo, geram infração e também podem colocar em risco a vida de outras pessoas. Por exemplo: descansar o pé na embreagem com o carro em movimento, além do risco de gerar um acidente, causa o desgaste em discos, nas molas e rolamentos, diminuindo a vida da mesma.

A coordenadora de Educação também alerta para outro vício de direção, infelizmente bastante comum no trânsito. “Dirigir com os braços para fora do veículo é muito perigoso. É um risco ficar com o braço exposto, pois pode colidir com outro veículo, machucando o condutor. Além disso, dirigir com apenas uma das mãos é considerada infração média”, explica.  


Confira dicas de direção defensiva:

Manutenção preventiva
A maior parte dos sistemas e componentes dos veículos se desgastam com o tempo. Para não prejudicar o funcionamento do automóvel, observe a durabilidade definida pela fabricante para os componentes e faça as revisões necessárias.

Funcionamento do veículo
Sempre confira o painel do carro. O nível de combustível está ok? E o do óleo? Tire um tempinho para conferir a água do limpador de para-brisa, os faróis e lanternas.

Postura ao dirigir
O condutor deve dirigir com os braços ligeiramente dobrados, o encosto de cabeça na altura correta, a coluna apoiada no banco e as mãos na posição "9h15". Ainda são indicações utilizar calçados fixos nos pés e o cinto de segurança em qualquer situação.

Retrovisor
Se você sabe o que está acontecendo a sua volta, consegue prever situações de perigo e encontrar saídas. Por isso, dê uma olhada no retrovisor com frequência.

Concentração
Faz parte das premissas da direção defensiva prestar atenção na direção. Isso porque, para o motorista, cada fração de minuto conta. Evite distrações, especialmente o uso de celular.

Condições da via
Os condutores têm a obrigação de dirigir numa velocidade compatível com as condições da via, considerando tráfego, clima, obstáculos e aglomeração de pessoas.

Condições climáticas
É preciso ficar atento às adversidades relacionadas ao tempo. Em caso de chuva, por exemplo, acione a luz baixa do farol, aumente a distância até o próximo veículo, reduza a velocidade e evite freadas buscas. Para evitar aquaplanagem, mantenha o pneu em bom estado, reduza a velocidade e evite passar em poças d’água.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Você concorda com o adiamento das eleições municipais para novembro?

85.6%
14.4%