22/06/2020 às 16h01min - Atualizada em 03/07/2020 às 16h01min

Slowly – O carteiro moderno

Enviar cartas se tornou uma raridade, o aplicativo Slowly retoma essa ação de uma forma diferente

Beatriz Cardozo


  Aristóteles observou a natureza humana e percebeu que o homem necessita dos outros, para buscar a completude deveria ter um contato com a comunidade. Logo, ele deduz que o homem é naturalmente político (participar da organização de uma cidade). Fico pensando, como Aristóteles abordaria sobre o isolamento social, atualmente, sem ter um contato humano, apenas a distância e por meio digital como um facilitador desse contato. 
 

    Falando em contato com as pessoas, vocês lembram a última vez que enviaram uma carta? Com papel e tinta, cerca de 144,8 bilhões de cartas são enviadas por ano, em 2012 (Fonte: Olhar Digital), o que eu estou citando é no caso do correio eletrônico, mais conhecido como e-mail. Eu vejo que o e-mail se tornou mais formal, utilizado para enviar currículo, trabalhos da faculdade e outras funções, acaba que os endereços são mais longos e difíceis de decorar, por isso utilizar outras alternativas como o whatsapp e telegram, mas é impossível de não ter um e-mail, qualquer cadastro precisa de um endereço eletrônico. 
 

    Estava conversando com a minha companheira, ela comentou comigo sobre uma falta de conversar e conhecer pessoas novas, o que fazia parte do seu cotidiano. Ela descobriu uma nova forma de conhecer as pessoas sem sair de casa, um aplicativo chamado Slowly, em que você cria um perfil, utilizando um e-mail, você seleciona os assuntos do seu interesse para dialogar e escolhe as línguas que você quer comunicar, o aplicativo vai fazer um filtro baseado no seu perfil e pronto, partiu conhecer novas culturas e novos mundos sem sair de casa. Une o útil e o agradável, ainda treina o seu vocabulário. E as cartas digitais podem demorar dias, horas ou minutos para chegar, portanto não tem aquela pressa para responder logo.
 

    O aplicativo foi criado pelo Kevin Wong, em 2017, ele é de Hong Kong, a ideia veio de trazer novamente a experiência de um amigo por correspondência (são pessoas que trocam cartas, essa ação é bastante comum fora do Brasil, principalmente entre as pessoas queiram treinar ou aprender uma nova língua ou cultura). O aplicativo está disponível para os sistemas IOS e Android. Quem quiser conversar comigo pela plataforma, procure pelo meu ID: P20DED.
Link
Beatriz Cardozo

Beatriz Cardozo

Graduando em Licenciatura em História. Pesquisadora nas áreas de Patrimônios Históricos e Culturais, História Contemporânea e Antropologia Cultural.

Relacionadas »
Comentários »

Você é a favor do isolamento social?

53.9%
45.1%
1.0%
-