-
13/08/2020 às 16h00min - Atualizada em 13/08/2020 às 16h00min

Hospital Barros Barreto encerra serviço de referência para covid-19

Entre abril e julho, o hospital atendeu cerca de 200 pessoas em estado grave

Ascom do Complexo Hospitalar da UFPA/Ebserh
Com edição do Belem.com.br
O HUJBB se prepara para retomar as especialidades de rotina. (Foto: Edna Castro)
   
Em razão da queda no número de casos de alta complexidade e por decisão da Secretaria de Saúde do Pará, o Hospital Universitário João de Barros Barreto (HUJBB) encerrou os serviços de referência para a covid-19. Durante o atendimento, a unidade contou com mais de 40 leitos de enfermaria, 18 leitos de tratamento intensivo e ambulatórios funcionando em três turnos para receber cerca de 200 pessoas em estado grave. Agora, o HUJBB se prepara para retomar as especialidades de rotina.

Desde o mês de fevereiro, o Barros Barreto foi designado como referência para casos graves do novo coronavírus.  Em abril, o HUJBB começou a receber os primeiros pacientes graves que necessitavam de internação. Com o aumento dos casos, o Ministério da Saúde repassou recurso mensal para a manutenção de leitos de tratamento intensivo exclusivos da doença.

Segundo o último informe epidemiológico do HUJBB, a unidade recebeu 193 internações de pacientes graves, dos quais 106 se recuperaram. Ao todo, 1.297 casos foram notificados, sendo 724 confirmados e 573 descartados. “Fizemos uma reorganização dos recursos humanos do hospital para atender à demanda de covid, mobilizamos médicos de várias clínicas do hospital, como a clínica médica, infectologia, pneumologia e cirurgia, para compor as escalas de UTI”,  explica o gerente de Atenção à Saúde do Hospital Barros Barreto, Mauricio Bezerra.
 
Redução de casos

No início do mês de julho, o Barros Barreto apresentou queda no número de casos referenciados, refletindo uma realidade do estado, que aponta redução da taxa de letalidade nas últimas semanas. O HUJBB também apresentou redução no número de funcionários infectados em quase 100%, conforme aponta o último informe epidemiológico, que demonstra que o pico de contaminação nos colaboradores ocorreu no mês de maio.

Vinculado ao Complexo Hospitalar da Universidade Federal do Pará (UFPA)/Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), o Hospital retomará gradativamente os ambulatórios a partir de agosto. Para evitar o contágio, na fase de retorno haverá medição de temperatura na entrada do HUJBB, obrigatoriedade do uso de máscaras por toda a comunidade hospitalar e medidas de distanciamento social, como o recebimento de 50% do quantitativo de pacientes.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.3%
2.9%
2.5%
2.3%
4.7%
14.1%
1.4%
3.0%
1.1%
57.6%