-
08/05/2021 às 15h00min - Atualizada em 08/05/2021 às 15h00min

Sespa divulga orientações sanitárias para o Dia das Mães; confira

Documento foi elaborado com base em protocolos sanitários

Agência Pará
Com edição do Belem.com.br
Ao voltar de cemitérios, visitantes não devem tocar em crianças e idosos antes da higienização. (Foto: Freepik)
             
Neste domingo (9) é celebrado o Dia das Mães. A data comumente reúne famílias para confraternizações, porém, no atual cenário de pandemia, é preciso manter os cuidados de prevenção. Diante disso, a  Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), por meio do Departamento de Vigilância Sanitária (Visa Estadual), divulgou um documento completo com uma série de orientações para a população, estabelecimentos comerciais e igrejas. 


O objetivo do documento é reduzir os riscos de propagação da covid-19. Uma medida importante, entre as demais, é que as pessoas com resultado positivo ou com suspeita de Covid-19, e que estejam no período de 14 dias de isolamento, fiquem em casa. Todas as orientações têm como base legislações estaduais e federais e outros dispositivos legais e protocolos sanitários estabelecidos pelo Programa RetomaPará, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Ministério da Saúde. 

As Vigilâncias Municipais devem verificar se as medidas de prevenção estão sendo cumpridas, assim como as normas gerais e locais específicas sobre a atividade. Os municípios também podem fixar regras mais rígidas, caso sejam necessárias ao controle epidemiológico da Covid-19 em seus territórios.

Reuniões familiares

A orientação é que sejam evitadas as comemorações presenciais, mas caso haja, devem ser rigorosamente adotadas as medidas preventivas tais como distanciamento físico, para evitar aglomerações. É importante também garantir a higienização das mãos com água e sabão ou álcool a 70%, uso obrigatório e correto de máscaras, não compartilhamento de objetos e materiais de uso individual, limpeza e desinfecção de superfícies e ventilação ambiental.

A primeira recomendação contida no documento se refere às pessoas já vacinadas contra a Covid-19 com as duas doses. "É importante frisar que estar vacinado não impede de ter a doença, pois ainda que vacinado pode se ter sintomas leves ou até ficar assintomático. Por isso, o melhor, ainda, é manter o distanciamento social”, frisa o texto.

Estabelecimentos comerciais

O documento emitido pela Vigilância recomenda aos lojistas que forneçam “insumos e produtos para frequente higienização das mãos dos trabalhadores e clientes, assim como disponibilidade de lavatórios com água e sabão líquido, papel toalha, lixeiras com tampa sem acionamento manual, com álcool 70% em pontos estratégicos, além de seguir o distanciamento recomendado de 1,50 metros entre as pessoas e só permitir o acesso dos clientes mediante o uso da máscara”. 

Grupo de risco

Em relação específica ao Dia das Mães, o documento chama a atenção ainda para a pessoa do grupo de risco que optará por participar de celebrações: recomenda-se dar preferência a comemorações familiares (com pessoas do próprio convívio) e/ou com menor número de pessoas, evitando ambientes com aglomerações ou, de preferência, participar de forma remota.

Igrejas e templos 

Quanto às celebrações religiosas próprias dessa data, a orientação é evitar aglomerações com controle do fluxo de pessoas/agendamento de participantes em cada evento, manter o distanciamento de 1m50 entre as pessoas, exigir o uso obrigatório de máscara, uso de álcool a 70%; aumentar a quantidade de celebrações nas instituições religiosas; estimular os membros a assistirem de forma remota às celebrações e seguir todas as medidas sanitárias já divulgadas.      

Cemitérios

Em cemitérios, o documento recomenda que os responsáveis pelos espaços se estruturem para abertura antecipada ao Dia das Mães, a fim de evitar aglomeração e exigir o uso de máscara por todos os visitantes, trabalhadores dos cemitérios e dos vendedores de flores, velas e alimentos, além de evitar a realização de celebrações ou encontros nas capelas dos cemitérios; evitar também o uso de filtros de água ou bebedouros de uso coletivo; suspender o consumo de alimentos e bebidas nos cemitérios, sobretudo nas áreas fechadas e manter sanitários providos de sabonete líquido, toalha descartável e lixeiras com tampa acionadas por pedal.

O documento apresenta medidas específicas destinadas aos visitantes dos cemitérios, como as seguintes: pessoas do grupo de risco (idosos, grávidas, lactantes e pessoas com comorbidades) devem evitar a ida aos cemitérios e às celebrações religiosas ou escolher horários com o fluxo menor de pessoas, e ainda evitar a circulação em locais com aglomerações

Esse grupo também deve levar sua própria garrafa de água para ingestão individual e álcool 70% para assepsia das mãos; fazer visitas breves, permanecendo no local somente o tempo necessário para as homenagens; não receber panfletos nas portas dos cemitérios; ao levar flores e velas, evitar compartilhar esses artigos com outras pessoas, de modo a prevenir a transmissão cruzada do novo coronavírus - da superfície dos objetos para as mãos das pessoas, e vice-versa, além de evitar ficar tocando em superfícies, como túmulos e objetos de decoração, como fotos, crucifixos e arranjos de flores.

Higienização

Ao retornar para suas casas, os visitantes devem tomar todas as medidas de higienização já divulgadas desde o início da pandemia, principalmente em relação a roupas, sapatos e demais objetos pessoais. Importante também é que, ao voltarem dos cemitérios, os visitantes não toquem em crianças e idosos antes de reforçar os procedimentos de higiene corporal. 

Serviço
Confira a nota técnica na íntegra
no site da Sespa.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
-

Qual ‘brega marcante’ mais representa esse ritmo musical em Belém?

10.2%
2.9%
2.7%
2.4%
4.5%
14.2%
1.4%
3.1%
1.0%
57.7%